A importância do desenvolvimento motor infantil

O desenvolvimento motor infantil é uma parte importante do Desenvolvimento Mental Infantil, é nessa fase que a criança começa a ter consciência do próprio corpo e do fato de ser um ser completamente independente da mãe, começando a controlar seu corpo. Junto do desenvolvimento motor infantil, há também a importância com a saúde física e mental da criança, pois é por meio do corpo que ela brinca e interage com o mundo, adequando e compreendendo aspectos de sociabilidade e garantindo sua independência.

A importância do desenvolvimento motor infantil

Essa tomada de consciência está diretamente ligada com a inteligência nos primeiros anos de vida, sendo assim, uma criança com desenvolvimento motor atrasado pode ter o desenvolvimento intelectual no mesmo estágio. Isso pode ser resultado de uma variedade de fatores que influem em problemas de ordem emocional, variando desde a timidez até alterações drásticas de conduta e formação de personalidade:

  • Estado físico
  • Constituição somática
  • Grau de inteligência
  • Oportunidade de desenvolvimento muscular
  • Incentivo

Entre as causas para esse atraso estão:

  • Origem neurológica;
  • Deficiência no controle dos esfíncteres (que são as estruturas que controlam o grau de amplitude de um determinado orifício do corpo humano);
  • Problemas no parto;
  • Meio ambiente;
  • Atraso na educação de hábitos de higiente;

Com o amadurecimento das estruturas neurais, dos ossos, dos tendões e de alguns tecido corpóreos, a coordenação motora cresce e atua em um conjunto de músculos para criar a ação coordenada do tipo voluntário, ou seja, feita exclusivamente por vontade da criança. Isso não significa pressioná-la a realizar estes movimentos, pois isso desencadearia uma série de efeitos reversos, deixando a criança retraída e tensa, mas sim incentivar a estimulação a partir de formas lúdicas de brincadeiras, evitando o sedentarismo e a falta de habilidade e fazendo com que sua destreza e reflexos se aprimorem. Esse incentivo deve vir dos pais, da escola e de todos os adultos envolvidos no crescimento e desenvolvimento da criança.

O incentivo através de brincadeiras

O equilíbrio dinâmico e estático deve ser treinado através de exercícios, bem como a postura que garante a posição correta do corpo e equilíbrio energético, respeitando o centro de gravidade em qualquer tipo de movimento. A coordenação e o equilíbrio significam uma sintonia perfeita entre ações musculares em repouso e em movimento e devem ser trabalhadas sempre que possível.

Os exercícios de coordenação dinâmica global servem no aperfeiçoamento do automatismo corporal:

  • Marchar;
  • Engatinhar;
  • Arrastar-se;
  • Marchar sobre barra de madeira (equilíbrio);
  • Balanço;
  • Cama elástica;
  • Pular corda;
  • Jogar bola;
  • Exercícios de relaxamento;
  • Flexões;

O playground é uma das melhores formas de indução ao desenvolvimento motor. É nele que a criança passa parte de sua infância sociabilizando e tomando consciência do potencial do próprio corpo:

  • A piscina de bolinhas é um bom exemplo disso, é nela que a criança finge nadar e aperfeiçoa os movimentos braçais;
  • Já a cama elástica permite o treinamento completo do equilíbrio e a força muscular das pernas;
  • Através do escorregador a criança começa a ter noção de sua força. Isso acontece quando ela chega ao chão e precisa parar de escorregar com as próprias pernas, não tendo nenhum outro elemento como auxílio;
  • O gira-gira incentiva o constante movimento de todos os músculos do corpo, além de treinar o centro gravitacional da criança, evitando seu enjoo regular em outros tipos de atividades;
  • O balanço também é responsável por treinar o equilíbrio e intensifica a noção de capacidade muscular da criança, o ideal é deixá-la se balançar sem ajuda;

Com o acompanhamento de profissionais especializados e o incentivo dos pais e da escola, a habilidade motora de uma criança pode se desenvolver facilmente em termos de velocidade, firmeza e força. Nestes casos, também são indicados exercícios como a natação e os jogos esportivos.

Comentários

Este artigo ainda não possui comentários.
FAÇA UMA PERGUNTA!

Seu endereço de e-mail não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados *