Como é a segurança dos playgrounds em parques públicos?

Como é a segurança dos playgrounds em parques públicos?

Pensar na segurança de seu filho é também pensar na segurança dos locais que ele frequenta. É comum que playgrounds e áreas de lazer infantil públicas não mantenham a manutenção necessária para que a brincadeira seja sadia, por isso, a Instrutoy Brinquedos preparou este artigo com dicas de como se atentar a estes detalhes e não expor seu filho a este tipo de local.

Problemas comuns

Um dos grandes problemas deste tipo de parque é o fato de os brinquedos estarem constantemente expostos às intempéries, e por isso, casos de deterioração extrema são comuns, como por exemplo parafusos e pregos expostos, além de troncos de madeiras degradados, formando farpas pontiagudas.

Crianças pulam, correm e escalam, é possível que vários dos defeitos encontrados nestes playgrounds sejam de fábrica, e por isso, atividades tão simples quanto estas podem se tornar um grande empecilho na vida dos pequenos. É importante inspecionar os brinquedos em busca de:

  • Peças espaçadas – Podem causar o aprisionamento de pernas, braços e cabeça;
  • Peças soltas;
  • Parafusos ou pregos expostos;
  • Estruturas metálicas sem tinta – Superaquecem e podem causar queimaduras.

Como evitar

Além disso, os problemas também podem ser causados por instalação inadequada e/ou falta de supervisão. Isto pode ser observado em alturas inadequadas de gangorras, espaçamento incorreto de peças ou barras do playground.

Caso encontre um parquinho público nestas condições, entre em contato com a administração do local ou a Prefeitura de sua cidade!

Os brinquedos fornecidos pela Instrutoy Brinquedos seguem um padrão de segurança desde a fabricação até a fase de instalação, por isso, são mais seguros, seguindo as diretrizes de segurança estabelecidas em 2012 pela ABNT e cobradas pelo Inmetro.

Certifique-se de que seu filho está seguro, prefira sempre Instrutoy Brinquedos. Entre em contato e saiba mais!

Comentários

Este artigo ainda não possui comentários.
FAÇA UMA PERGUNTA!

Seu endereço de e-mail não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados *