Creches para pets oferecem playground e músicas relaxantes

 

Playground Funny

Não é de hoje que as creches cresceram vertiginosamente, como boas opções para os pais que desejam proporcionar o melhor cuidado aos filhos, mas que não gozam de tempo suficiente, quase sempre, devido ao trabalho, para isso. O que muitos não sabem é que, atualmente, passeios no parque, brincadeiras em playgrounds e aulas de natação não são mais privilégios, apenas, de crianças. Todas essas atividades, e algumas outras, começam a fazer parte da rotina de muitos cachorros, levados, diariamente, por seus donos, para creches exclusivas para eles.

O esquema de utilização do espaço funciona seguindo, praticamente, os mesmos moldes das creches convencionais para crianças, só que, ao invés delas, são os bichinhos que são deixados no local, pela manhã, e passam o resto do dia sob os cuidados do estabelecimento. Pela manhã, até o período da tarde, praticam atividades físicas. Após isso, escovam os dentes, e são “liberados” para voltarem as brincadeiras, uns com os outros, até que, já pelo fim da tarde, são resgatados pelos seus donos, para voltarem à suas casas.

O que, a primeira vista, parece mais do mesmo, com o tempo, tem se mostrado um negócio muito rentável, trazendo lucro para quem investe nesse novo jeito de tratar animais de estimação. Os números comprovam.

A creche DogResort, em São Paulo, conta com piscina, playground com lago e uma sala com descanso, onde músicas relaxantes podem ser apreciadas, pelos cachorros. Tudo isso, em um espaço de cerca de 700 metros quadrados, por mensalidades que variam dos R$ 420 aos R$ 609 reais.

Segundo a maioria dos donos de creches para cachorros, o grande mote do negócio, além da qualidade do serviço prestado, está no fato de grande parte dos donos ainda temerem o possível comportamento selvagem do animal, caso fique sozinho em casa e desconte a solidão nos móveis. “Sozinhos, eles podem destruir móveis, latir sem parar e, até, se automutilarem”, afirma Raquel Yukie Hama, sócia do DogResort.

Essa combinação de falta de tempo, conforto oferecido e temor pelo comportamento dos animais gerou um faturamento de aproximadamente R$ 14,2 bilhões de reais para o setor pet, no Brasil, só no ano de 2012. Desse montante, a DogResort consegue usufruir de R$ 60 mil reais, faturamento mensal da creche, que cobre, com relativa sobra os R$ 150 mil investidos, para a abertura do negócio.

 Matéria originalmente publicada em UOL ECONOMIA

 

 

 

Comentários

Este artigo ainda não possui comentários.
FAÇA UMA PERGUNTA!

Seu endereço de e-mail não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados *