Descontração no tratamento de crianças, entenda o impacto

brinquedoteca-em-hospital

A descontração com brincadeiras e atividades recreativas auxilia no tratamento de crianças hospitalizadas. Diante disso, muitos centros médicos investem nos espaços recreativos, artistas de entretenimento como palhaços e grupos de teatro para distrair e assim levar alegria as crianças.

Brinquedos para hospitais

Além dos artistas, os hospitais também podem investir em um espaço de lazer para as crianças, composto por brinquedos terapêuticos como casinha infantil, mesas, cadeiras, bancos, lousa, gira-gira, gangorra, cavalinho de plástico, escorregador e jogos como quebra-cabeça, bola, dentre outros.

Os brinquedos auxiliam no tratamento das crianças por aliviar o estresse, pressão do clima hospitalar e distrair os pequenos, durante a internação. A realização de atividades recreativas melhora o comportamento infantil, visto que crianças que brincam mais são menos agressivas e, por meio, das brincadeiras, o hospital consegue aproximar o enfermo das recreações cotidianas.

Investimento em brincadeiras no hospital

Alas pediátricas devem fornecer espaços de brincadeiras, chamados de brinquedoteca, conforme estabelecido na Lei nº 11.104 de 2005. No entanto, nem todos os centros médicos disponibilizam de verbas para investir nas salas recreativas, mas a experiência resulta na redução do consumo de analgésicos, melhora a qualidade de vida e a recuperação da criança hospitalizada.

Além das áreas de pediatria, consultórios odontológicos e demais especialidades também investem no espaço de recreação para que as crianças possam se divertir, enquanto esperam um consulta.

Espaços de recreação em casa

Devido ao tratamento médico, muitas crianças não conseguem sair da residência para brincar, portanto a instalação de uma sala de brinquedos na casa é uma excelente alternativa. O mercado disponibiliza materiais ideais para playgrounds, os quais estão disponíveis em uma variedade de modelos como escorregadores, balanços, pisos emborrachados e aplicações adequadas ao tamanho do espaço.

Essas atividades também auxiliam no controle emocional e psicológico infantil, assim as crianças podem distrair-se e esquecer, por um tempo do medo e ansiedade que afloram durante o tratamento.

Jogos e atividades para crianças

Os pais ou cuidadores tem a opção de jogar com as crianças, como o popular quebra-cabeça, dominó e fazer desenhos, sendo atividades que não exigem o desgaste dos pacientes e ainda proporcionam interação.

A Instrutoy Brinquedos disponibiliza equipamentos para tratamento de crianças hospitalizadas, conforme regras do local. A empresa, com vasta experiência no mercado conta com linhas de playgrounds ideais para espaços maiores como condomínios e também em residências.

Comentários

Este artigo ainda não possui comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *