ESPAÇO PET: COMO IMPLEMENTAR EM SEU CONDOMÍNIO

animal-dog-pet-indoors (1)

 No Brasil, segundo levantamento realizado pelo IBGE em 2016, existem mais de 50 milhões de cães e 22 milhões de gatos de estimação. Por esse motivo, não é de se espantar que um número cada vez maior de pessoas esteja procurando uma casa ou apartamento em um condomínio que possua o chamado “espaço pet”.

POR QUE INVESTIR EM UM ESPAÇO PET?

Porque essa é uma decisão inteligente, que irá não apenas melhorar a vida dos condôminos, garantindo que eles tenham um espaço apropriado para curtir, brincar e passear com seu animal de estimação, mas também o valor de mercado de seu condomínio – a presença de um “espaço pet” é vista pela maior parte das imobiliárias como um importante diferencial de mercado hoje em dia.

COMO MONTAR UM BOM ESPAÇO PET?

Comece escolhendo um piso adequado para o local. Uma boa pedida costuma ser a grama sintética, que oferece uma grande quantidade de vantagens, como por exemplo:

CONFORTO: a grama sintética é macia ao toque, além de ser antiderrapante e excelente na absorção de impactos, sendo, por conta disso, amplamente utilizada em locais nos quais crianças e/ou animais costumam brincar e correr, por proporcionar maior conforto e segurança.

HIGIENE: outra grande vantagem desse tipo de piso é o fato de que ele não permite a proliferação de fungos e bactérias, além de não oferecer as condições necessárias para que carrapatos e outros parasitas se alojem, o que o torna ideal para locais nos quais há uma grande rotatividade de animais.

PRATICIDADE: ao contrário da grama real, a sintética não requer tanta manutenção e não se deteriora durante o inverno. Por esse motivo, ela é excelente para locais frequentados por animais, já que é fácil de limpar (basta retirar o que for sólido e lavar o que for líquido) e requer baixo nível de manutenção.

Nem só de piso, no entanto, se faz um “espaço pet”. Sem dúvida, se você deseja criar um espaço aconchegante e acolhedor, há diversas coisas que você pode fazer, como por exemplo:

CERCA: para se criar um “espaço pet” eficiente é preciso investir também em uma boa cerca, que seja capaz tanto de delimitar a área na qual os animais poderão ficar soltos, como também de assegurar que seus donos tenham tranquilidade ao ao utilizá-lo, sabendo que não há risco de que eles fujam daquele local.

BANCOS: se possível, coloque alguns bancos no espaço, para garantir que os donos tenham maior conforto ao utilizar o local e permaneçam lá por mais tempo – isso, aliás, é especialmente importante para os idosos, que muitas vezes não conseguem ficar longos períodos de tempo de pé.

FONTE DE ÁGUA: colocar uma fonte de água é uma atitude simples e interessante, que é capaz de garantir que os animais que frequentarem o espaço estejam sempre bem hidratados e saudáveis.

PLANTAS E ÁRVORES: investir em plantas e árvores é uma excelente forma não apenas de embelezar o local, mas também de deixá-lo mais fresco e arejado. Ao criar um “espaço pet”, portanto, não tenha receio de colocar uma boa quantidade desses elementos nos arredores.

SACOS PLÁSTICOS E LIXEIRA: por mais treinado que um animal de estimação possa ser, ele irá, em algum momento, fazer necessidades. Por esse motivo, é sempre importante deixar à disposição sacos plásticos e lixeiras.

PRECISA DE AUXÍLIO? CONTE COM A INSTRUTOY PISO

Se você está querendo instalar um “espaço pet” em seu condomínio mas está com medo de errar ao fazê-lo, não deixe de entrar em contato com a Instrutoy Brinquedos, uma empresa que está no mercado desde 1992, sendo líder no fornecimento e na instalação de pisos de segurança e brinquedos de playground. Seja qual for a sua necessidade, nossa equipe de consultores especializados está pronto e à disposição para lhe auxiliar a encontrar a melhor solução possível para sua necessidade.

Comentários

Este artigo ainda não possui comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *