Móveis Infantis são ideais para ambientes internos

O mercado infantil continua crescendo no Brasil. Uma prova disso é atração que esse ramo tem exercido sobre muitosTanque Jabuti: Exemplo de Móvel Infantil para ambiente interno empreendedores. No Estado de São Paulo, por exemplo, as empresas começam a investir na fabricação de móveis infantis. A produção é feita aos moldes do que o cliente deseja, com cores, temas e personalização própria, para agradar ao cliente.

E os pais não medem esforços, na hora de satisfazer seus filhos!

Dados divulgados pelo Instituto Nacional de Vendas e Trade Marketing mostram que uma família brasileira gasta, em média, mais de R$60 mil, por ano, só para custear as despesas com seu(s) filho(s). Tudo isso, até os quatro anos de idade da criança. Isso é fruto, segundo a consultora de empresas, Márcia Buzzacaro, do crescimento diferenciado do mercado infantil.

“O grande destaque é a própria criança, que hoje participa dessa decisão de compra. Ela decide o que ela quer como brinquedo, o que quer vestir, o que quer comer e decide inclusive nas decisões familiares, como um carro, a cor do carro e até a marca desse carro”, diz Márcia.

A atração das crianças pode ser explicada, em partes, pelos diferenciais dos móveis. Uma mesa de estudos, por exemplo, pode, facilmente, ter um tampão para guardar livros e virar uma mesa de almoço. O banco pode ser um baú a estante possuí seis caixas. Todas para organizar brinquedos. Essas pequenas soluções, para a crescente falta de espaço nos apartamentos modernos, que conquistam a atenção delas, tanto quanto a dos pais.

Na Instrutoy Brinquedos, você pode encontrar móveis infantis feitos em plástico colorido de alta resistência. Isso garante segurança à criança, afasta o risco de machucados (que a madeira não afastaria), sem tirar a diversão delas.

Todo ambiente interno de recreação precisa de brinquedos para playground, quase sempre, mais específicos do que aqueles para ambientes externos. É por isso que os móveis infantis são ótimos para espaços fechados, como brinquedotecas ou kid rooms!

 

Comentários

Este artigo ainda não possui comentários.
FAÇA UMA PERGUNTA!

Seu endereço de e-mail não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados *