Playground Infantil com escorregador é muito mais divertido!

Escorregador Bogan | Brinquedos para PlaygroundQuem nunca brincou em um escorregador? Difícil encontrar uma criança, jovem ou adulto que nunca tenha tido tal experiência.

O escorregador é um, senão o maior representante dos brinquedos de playground, no mundo todo. Sua fácil utilização e diversão garantida faz com que ganhe adeptos atrás de adeptos, independente da idade. Isso faz com que sua presença seja, praticamente, obrigatória em Playgrounds públicos, privados, buffets, escolas e condomínios.

Mas onde está a segurança do brinquedo que tanto fascina gerações inteiras?

Já sabemos dos perigos de brincar em playgrounds sem manutenção, que não atendem às normas de segurança e podem apresentar riscos, por isso. Então, fica evidente que o melhor à se fazer, cada vez mais, é apostar em soluções práticas e modernas, que não prejudiquem o lazer das crianças, mas que, também, não as coloque em risco.

Primeiro, deve-se optar por brinquedos fabricados de materiais alternativos, como o plástico. Sua utilização, como matéria prima básica, permite que brinquedos mais seguros e modernos sejam criados, primando pela beleza e por formatos que associam a brincadeira com um ato de escorregar, de fato, bem mais arrojado e confortável, sem os perigos e desconfortos de um escorregador de madeira, por exemplo.

Para se te um exemplo disso, os modernos escorregadores fabricados pela Instrutoy Brinquedos possuem leitos longos e sinuosos, ao melhor estilo tobogã, ou em formato espiral (que as crianças costumam adorar!). As calhas são abertas e em formato de túnel, com acesso ao topo, por meio de escadas ou por rampas. Nada improvisado; nada que apresente riscos.

Depois, é preciso que haja, sempre, acompanhamento e orientação frequentes, para que a criança entenda como deve brincar. O intuito não é o de restringir sua capacidade de inventar novas formas de diversão, mas o de criar consciência, nelas, de que algumas formas de brincar podem apresentar perigos. Por exemplo, cair “de cabeça”, de um escorregador. Ou, ainda, subir até o seu topo, não pela escada de acesso, mas pela própria rampa de escorregar. Tais brincadeiras configuram chances claras de acidentes, e é preciso orientar a crianças no sentido de evitar esses comportamentos, o máximo possível.

No mais, a diversão pode acontecer, a vontade, já que o escorregador foi e continua sendo um dos brinquedos básicos e mais versáteis de qualquer área de recreação infantil, que encanta crianças e adultos, como a mesma facilidade!

 

Comentários

Este artigo ainda não possui comentários.
FAÇA UMA PERGUNTA!

Seu endereço de e-mail não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados *