Reforma no espaço comum é um investimento ou gasto para condomínios?

Pensando em realizar a reforma no condomínio, mas não sabe se deve? Muitos acabam ficando indecisos e acreditando até que será um gasto desnecessário, mas na prática as reformas são essenciais.

Além da manutenção preventiva de vários locais, quando bem feitas, elas melhoram a qualidade de vida dos condôminos e valorizam o prédio. Quer saber mais? Então confira algumas dicas de reformas e como elas trarão benefícios.

Melhoria da fachada

Quer valorizar o imóvel? Invista em uma fachada mais moderna e muito bem conservada.

Quem vai comprar ou alugar um imóvel tem como cartão de visitas a área externa do apartamento. Quando a pessoa encontra a fachada toda suja, descascada ou com aparência de descuido, certamente já entrará no imóvel achando que ele não é uma boa aquisição.

Por isso, quem quer valorizar o bem dos condôminos deve ficar atento e fazer reformas, sempre que necessário, nas fachadas.

Além da parte estética e da valorização, elas também evitam acidentes, já que na hora da pintura, qualquer problema extra pode ser detectado e arrumado, antes de prejudicar alguém.

O ideal é que a pintura externa seja feita pelo menos a cada três anos.

Reforma das áreas comuns

Além de pintar a parte de fora, é necessário fazer o mesmo dentro. Corredores, portarias, salões de festas podem ser pintados uma vez por ano.

Com isso, dará maior qualidade de vida aos moradores e garantirá a valorização do imóvel.

Invista em área de lazer

O morador e o investidor só têm a ganhar quando o condomínio possui áreas de lazer. Isso é ainda mais importante quando os arredores do local não oferecem um espaço para passeio e diversão.

Para atender às crianças, é possível transformar o pátio em um playground, colocando brinquedos seguros e pisos adequados.

Já aquela área externa sem uso, por exemplo, pode ser destinada à construção de uma quadra esportiva, que se tornará atrativa para jovens, adultos e crianças.

Parte elétrica é questão de segurança

Além de pensar na valorização do imóvel trazida pela reforma e na melhoria da qualidade de vida, é preciso lembrar que, muitas vezes, se trata de questão de segurança para os condôminos.

A parte elétrica deve ser toda revista e, dentro do possível, modernizada. Em prédios com mais de 20 anos o encanamento também deve ser revisto, para evitar vazamentos e possíveis gastos com água desnecessários.

Como visto, empregar o dinheiro em reformas é algo positivo tanto para quem mora quanto para quem investe em imóveis no condomínio. Para fazer uma boa obra, opte por materiais de qualidade. Temos o que você precisa. Entre em contato conosco e faça um orçamento.

Comentários

Este artigo ainda não possui comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *